iFlont - Inclusão

Dia Mundial do Braille

Hoje dia 4 de janeiro é comemorado o Dia Mundial do Braille, como forma de comemorar o seu aparecimento. Além disso, é um dia que visa combater a discriminação contra os cegos e chamar a atenção para os esforços de haver igualdade.

Para contribuirmos para o combate à discriminação fomos procurar entender o que é o Braille e como funcionam. Por isso, criamos este artigo.

Braille ou Sistema Braille, é um sistema de leitura e escrita criado para pessoas cegas, baseado no sentido do tato. Foi criado em meados do século XIX por Louis Braille, um pedagogo francês que ficou cego acidentalmente quando tinha apenas alguns anos de idade. É baseado em um sistema anterior de leitura e escrita inventado por Charles Barbier de la Serre.

Braille não é uma linguagem ou linguagem própria, mas sim, um mecanismo de escrita baseado em pontos de relevo em uma superfície lisa. Esta é uma maneira diferente de representar o alfabeto tradicional das línguas verbais.

Em suma, é uma forma de escrever que não exige visão, mas apenas o toque. Por isso, tem de ser adaptado ao alfabeto de cada idioma em particular: o idioma chinês em Braille permanecerá chinês e o espanhol, espanhol.

O Sistema Braille consiste em um conjunto de células em que seis pontos em relevo são inscritos. Eles são organizados de acordo com uma matriz de três linhas por duas colunas, que geralmente são numeradas de cima para baixo e da esquerda para a direita.

Assim, a presença ou ausência de pontos permite codificar os símbolos da linguagem verbal; dependendo da posição em que o(s) ponto(s) aparecem, é uma ou outra letra.

Desta forma, é obtida uma possível matriz de 64 combinações (todas as letras e sinais de pontuação). A eles são adicionados símbolos especiais de diferenciação que servem para distinguir as letras maiúsculas, itálico, números ou notas musicais.

Existem também sinais especiais em Braille para estenografia, para os carateres especiais típicos de cada língua e para sinais matemáticos.

Posteriormente, o Braille foi expandido para 8 pontos para ser capaz de codificar cada letra em uma única célula e acomodar qualquer caratere ASCII (Código Padrão Americano para o Intercâmbio de Informação). Portanto, as 256 combinações possíveis permitem responder ao padrão Unicode.

Alfabeto braille

O alfabeto Braille, como referido anteriormente, varia de acordo com o idioma de referência. Em português e outras línguas que usam o mesmo alfabeto e é o seguinte:

Números Braille

Os números em braille são codificados de forma semelhante às letras, conforme o gráfico a seguir:

Esperemos que este artigo tenha sido útil para vós e que ajude a sensibilizar-nos sobre o assunto.

top